sexta-feira, 12 de março de 2010

Ao vento.


Senhor, como a noite é linda! Pena, junto com ela, virem tantos perigos.

Se fosse seguro caminhar à noite, eu vagaria pelo mundo afora, apenas o vento e eu.


Um dia hei de fazer uma poesia para o vento.


Um comentário:

Pablo Barbosa disse...

Faça a sua poesia ao vento... Garanto que ela vai ficar muito boa...Dona Poetisa. Muito bom esse texto.

Postar um comentário